MBL é contra o combate às ‘fake news’ no Facebook

O MBL reagiu de maneira raivosa ao combate às fake news promovido pela rede social Facebook.  O grupo de extrema direita chamou a iniciativa de “censura” e acusou o site de propagar ideias “esquerdistas”. A raiva dos meninos foi tanta que alguns jornalistas denunciaram ameaças até aos seus familiares.

“Ataques pessoais, difamação e ameaças. É completamente intolerável”, declarou a diretora da agência Lupa, Cristina Tardáguila, à rádio CBN. A agência está atuando junto com o Facebook no combate à propagação de notícias falsas na rede.

O Facebook está desenvolvendo ferramentas para identificar as “notícias falsas” em vários países. O trabalho está sendo feito em parceria com agências de notícias e associações de imprensa.

Mas o MBL não gostou da proposta. “De notícias falsas o termo passou a abranger toda e qualquer informação que desagrade o sistema de sempre, de esquerda, progressista, revolucionário e politicamente correto”, afirmou Arthur do Val, um dos líderes do “movimento”.

Com informações do Portal Vermelho.

Comentários encerrados.