Juiz quer que PM use a força para remover os apoiadores de Lula em Curitiba

Publicado em 29 maio, 2018

O juiz Jailton Tontini, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba, determinou o uso da força policial para retirada dos apoiadores do ex-presidente Lula do Bairro Santa Cândida na Capital Paranaense. O juiz também determina a aplicação de multa contra o PT e a CUT.

A decisão publicada nesta segunda-feira (28) foi motivada por informações fornecidas por um oficial de justiça de que os manifestantes continuam no Bairro Santa Cândida.

.

Acontece que os apoiadores de Lula estão abrigados num acampamento montado em terreno particular, alugado pelo PT, em cumprimento a decisão do mesmo juiz. Houve inclusive um acordo firmado pelo Partido com a Prefeitura de Curitiba, que resultou na remoção do acampamento do seu local original, em frente à Superintendência da Polícia Federal de Curitiba.

Agora, o juiz quer que o governo do Estado use a Polícia Militar para retirar os militantes do Bairro Santa Cândida, mas não deixa claro se quer que eles saiam do terreno alugado, o que seria extrapolar os poderes do juízo, ou se quer impedir a continuidade da Vigília Lula Livre.

As multas seriam de R$ 500 mil diários que somados já atingem mais de R$ 5 milhões para o PT e para a CUT.  Em seu despacho, Jailton Tontini mandou comunicar a governadora Cida Borghetti, o secretário de Segurança Pública do Estado e a comandante da Polícia Militar, solicitando o uso de força policial para o imediato cumprimento da decisão.