JN da Globo criminaliza caminhoneiros e estende a mão para salvar Temer

O Jornal Nacional da Globo, na edição desta noite, caprichou nos ataques aos caminhoneiros. Um verdadeiro exercício de semiótica reversa. O noticiário jogou nas costas do movimento dos caminhoneiros todas as consequências adversas da paralisação, como o desabastecimento e a falta de combustíveis nos postos de gasolina.

Até a velha narrativa da infiltração voltou, uma conversa fiada do arco da velha. Se é verdade a existência de grupos da extrema-direita tentando pegar uma carona no legítimo e organizado movimento dos caminhoneiros autônomos; a verdade cristalina é que o movimento continua, tem o apoio da população e defende bandeiras justas.

O JN desfilou em mais dez minutos de exibição do noticioso mais de 4 ministros do desgoverno golpista e o próprio cadáver ambulante e temerário, balbuciando algumas palavras.

A Rede Globo faz um esforço patético para tentar injetar alguma vida no moribundo governo golpista. Além da criminalização, a emissora pediu o recrudescimento da repressão contra o movimento.