Governador Flávio Dino ‘encolheu’ pré-candidatura de Manuela do PCdoB

As declarações do governador Flávio Dino (PCdoB) na Folha de São Paulo, nesta terça-feira(8), “encolheram” a pré-candidatura presidencial de Manuela D’Ávila, a Manu do PCdoB. Segundo Dino, colega de partido de Manuela, a esquerda precisa se “unificar em torno de Ciro Gomes”, formando uma frente única contra a direita e o golpismo, caso o ex-presidente Lula não consiga disputar as eleições.

A deputada gaucha, que oscila nas pesquisas entre 1% a 3%,  é uma âncora pesada para o PCdoB no Maranhão e demais estados do nordeste, onde o partido necessita eleger deputados federais e tentar superar a cláusula de barreira. Em estados como Minas Gerais, Bahia e Ceará, a legenda opera alianças e palanques com o PT.

No Maranhão, Flávio Dino vai enfrentar nas urnas, mais uma vez, a quase centenária oligarquia dos Sarney’s. O governador comunista precisa assegurar também o legado e o prestígio de Lula no estado para o seu palanque.

No PCdoB, há quem defenda uma saída à francesa para a pré-candidatura de Manuela ou uma vaga de vice numa candidatura do campo. Restar saber o “tempo político” da operação retirada. O fato é que Flávio Dino jogou todo o seu peso interno no partido para “encolher” a pré-candidatura de Manuela.

Como diz o adágio popular, para um bom entendedor meia palavra basta.

Comentários encerrados.