Fachin terá escolta de R$ 1,6 milhão

O ministro do STF Edson Fachin terá uma escolta privada formada por sete seguranças por 30 meses ao custo de R$ 1.610.085,50. É o que diz edital publicado pela Corte.

LEIA TAMBÉM
Mandato de 8 anos para ministros do STF
Fachin solicitou a segurança em virtude de ameaças que familiares de Curitiba sofreram em março passado.

A licitação aberta pelo STF prevê que os serviços sejam prestados a partir de 1º de julho deste ano até 31 de dezembro de 2020.

Dentre as atividades da segurança, que deverá ser armada com revólveres calibre .380, estão: abordar visitantes, anotar as placas de veículos estranhos que permaneçam na rua de Fachin e proibir qualquer aglomerado de pessoas no local, bem como a deter “pessoas consideradas suspeitas”.