Dr. Rosinha detalha arbitrariedades da Prefeitura e da Justiça contra a Vigília Lula Livre; assista

O presidente do PT-PR, Dr. Rosinha, e a Presidenta da CUT/PR, Regina Cruz, fizeram uma declaração pública sobre a decisão judicial contra a Vigília Lula Livre. O juiz Jailton Tontini determinou o uso da força policial para a retirada da Vigília além de ordenar a cobrança de multa de R$ 500 mil diários contra o PT e a CUT desde 19 de maio.

LEIA TAMBÉM: Vigília Lula Livre acusa Greca de cercear a liberdade de manifestação

No vídeo, Dr. Rosinha e Regina detalham como a prefeitura de Curitiba firmou acordo com a Vigília Lula Livre através de uma procuradora do município e voltou atrás, forçando a decisão judicial baseada no interdito proibitório. Segundo Dr. Rosinha, foi a própria procuradora de Curitiba quem redigiu o acordo, desautorizado posteriormente por Rafael Greca (PMN).

Enquanto isso, os demais ente como o Governo do Estado e o Ministério Público e a própria Vigília honraram o acordo firmado em relação às manifestações de apoio ao ex-presidente Lula.

Acompanhe o vídeo a seguir (a partir 1 min e 20 seg.):