Boulos lança plataforma na internet para reunir apoiadores em todo o país

Publicado em 23 maio, 2018

A pré-campanha de Guilherme Boulos e Sônia Guajajara, pelo Psol, lançou na noite de terça (22) uma  plataforma de mobilização na internet com o objetivo de “reunir grupos de apoio e ação em todo o país”, segundo informou a coordenação da campanha. A plataforma será o instrumento pelo qual a pré-campanha pretende obter seu financiamento e a construção do programa de governo, que será feito em conjunto com setores da sociedade.

“Esse projeto não termina em outubro, vai muito além. Esse programa não tem prazo de validade em 2018. Queremos ganhar 2018, mas para que a vitória seja duradoura, temos que estar preparados para apresentar uma outra política, a política das eleições e da disputa da institucionalidade, mas igualmente a política das ruas, das ocupações, das lutas, sem medo de ocupar inclusive o poder “, disse Boulos no evento, realizado na Casa do Baixo Augusta, no centro de São Paulo.

“Um dos erros que a esquerda cometeu nesse país foi pensar política apenas a partir do calendário da próxima eleição.” Ele destacou que o projeto de sua pré-candidatura não é “apenas para a próxima eleição, mas para a próxima geração”.

De acordo com Boulos e Sônia, a mobilização será porta a porta, com grupos de ação por todo o país, que já estão sendo montados. A aliança une PSOL, PCB, movimentos sociais, ativistas e a sociedade de modo geral. “Essa é uma pré-campanha que não tem rabo preso com empreiteiro e banqueiro”, declarou Boulos. Por isso, explicou, a plataforma será fundamental ao processo da pré-campanha.

“Precisaremos de apoio e mobilização.” A plataforma convida simpatizantes a participar da mobilização por meio de sua página na internet Vamos com Boulos e Sônia.

O coordenador do MTST disse que a pré-campanha envolverá “o povo das favelas, das periferias, das ocupações, das palafitas, dos sem-terra, dos sem-teto, dos sem esperança, os que foram silenciados e só com muita luta fazem ouvir as suas vozes”. O projeto pretende somar “o Brasil profundo e as grandes cidades”, segundo ele.

O pré-candidato afirmou que o objetivo de seu projeto é politizar o debate na sociedade e “levar as bandeiras contra os retrocessos democráticos e de direitos” atualmente em marcha no Brasil.

A produtora cultural Paula Lavigne participou do evento. Em rápida fala, ela afirmou que Boulos e Sônia lhe causaram “um impacto muito grande” e ficou impressionada com o movimento indígena e o movimento sem-teto. “Um encantamento e uma grande esperança.”

A economista e professora da Universidade de São Paulo (USP) Laura Carvalho será a coordenadora da área econômica do projeto da pré-candidatura. Frei Betto estará em grupo encarregado dos direitos sociais.

Os atores Wagner Moura, Alinne Moraes, Érico Brás e Bruno Mazzeo, entre outros, e o poeta Ferrez estão entre os apoiadores da chapa.