Temer promete cacete na PF

Publicado em 27 abril, 2018

A política no Brasil virou briga de rua. Veja o caso de Michel Temer (MDB), que promete cacete na Polícia Federal por “perseguição criminosa disfarçada de investigação” com o intuito de derrubá-lo.

Temer faz uma bravata porque é fracote. Pela Constituição, ele é o chefe da PF. Está subordinada ao Executivo. Porém, na prática, o órgão ganhou “vida própria” e o desafia.

“Mas eu falo dessa maneira, um pouco mais enfática, que nem sempre é do meu estilo, porque o ataque não é de natureza institucional. Fosse, e eu compreenderia. O ataque é de natureza moral, de pessoas que eu não sei se têm moral para fazê-lo”, reagiu Temer nesta sexta (27), durante pronunciamento de 10 minutos.

A Polícia Federal vê indícios de que o emedebista teria usado dinheiro de propina para reformar imóveis da família e teria ocultado bens em nome de terceiros.

Segundo o Vampirão Neoliberalista, ele pediu providências ao ministro Extraordinário da Segurança Pública. “Vou sugerir ao ministro [Raul] Jungmann que apure internamente como se dão esses vazamentos irresponsáveis, porque, mais uma vez eu digo, não é a imprensa que vai lá, de forma digamos escondida, para examinar os autos. Os dados são fornecidos.”

Michel Temer não tem condições de reação como imagina ter, pois ele possui apenas 3% de aprovação popular. Nem ele e o Congresso Nacional têm “força moral” para reagir ao ‘Estado Policialesco’ que ajudaram criar com o golpe de 2016.

A cria [o Estado Policialesco] pode engolir os criadores em pouco tempo, portanto.