Requião: ‘Depois de Lula preso, próximo passo será fechar o Congresso Nacional’

O senador Roberto Requião (MDB-PR) traçou neste sábado (7) um cenário horripilante para a democracia, com o advento da prisão do ex-presidente Lula. Segundo o parlamentar, se o STF não validar a presunção da inocência também fechará o Congresso Nacional.

“O STF vai julgar a validade do Art 5° inciso LVII da Constituição. Se não valida-lo revogará a Constituição e o Congresso Nacional.Ou seja estabelecera que as leis não valem e confirmará a ditadura do judiciário. Defendemos a Constituição e o fim da impunidade. Não ao abuso!”, alertou Requião.

O Supremo deverá votar na próxima quarta-feira (11) as ações declaratórias de constitucionalidade 43 e 44, sobre a validade do inciso LVII do art. 5º da Constituição, que tem a expressão dicção: “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória”. O ministro Marco Aurélio Mello é o relator das duas ADCs, que foram impetradas pela OAB e o PEN.

Requião afirmou ainda que o ex-presidente foi condenado pelo juiz Sérgio Moro sem que o tríplex de Guarujá (SP) fosse propriedade dele [petista].

“Lula condenado por apto que nunca foi seu, opinião distraída por jejum e orações, moralismo falso, judiciário partidário. Enquanto isto estado social destruído, soberania liquidificada. Brasil reduzido a vassalagem ao capital financeiro. Reação!”, pediu o senador do MDB paranaense.

Comentários encerrados.