Políticos e movimentos sociais formam cordão humano contra prisão de Lula

A violência do juiz Sérgio Moro encontrará resistência de movimentos sociais e de políticos que formarão um cordão de resistência à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se entrincheirou desde ontem (5) na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo.

LEIA TAMBÉM
Moro terá de buscar Lula no Sindicato dos Metalúrgicos

O PT está convocado a militância para comparecer à entidade, agora pela manhã, para iniciar o movimento #OcupaSãoBernardo que visa a desobediência civil ante a violência do mandado de prisão expedido contra o ex-presidente da República.

Dentre os políticos também engrossará a linha de frente da resistência o senador Roberto Requião (MDB-PR).

Comentários encerrados.