Pimenta: ‘Nem juíza nem MPF podem barrar Comissão Externa da Câmara’

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) afirmou nesta sexta-feira (20), em Curitiba, que nem a juíza Carolina Lebbos, da 12ª Vara Federal do Paraná, nem os procuradores do Ministério Público Federal, têm poderes de barrar a Comissão Externa da Câmara criada para que parlamentares possam verificar as condições em que se encontra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Superintendência da Polícia Federal, na capital paranaense. A diligência está programada para ocorrer na terça (24).

Segundo Pimenta, a juíza já foi comunicada da visita da Comissão Externa autorizada na última terça (17) pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). “É papel constitucional dos deputados fiscalizar todos os órgãos, inclusive o MPF, o judiciário, a Polícia Federal”, declarou o líder do PT.

Entretanto, o MPF sinalizou que pode botar ‘água no chope’ dos deputados ao afirmar não ser “viável a fixação ou a elasticidade de horário diferenciado para visitas” ao ex-presidente preso desde 7 de abril.

Entre os parlamentares que participarão da diligência, além de Pimenta, o coordenador, estão André Figueiredo (PDT-CE), Bebeto (PSB-BA), Jandira Feghali (PCdoB-RJ), José Guimarães (PT-CE), Ivan Valete (Psol-SP), Orlando Oliveira (PCdoB-SP), Paulo Teixeira (PT-SP), Wadih Damous (PT-RJ) e Weverton Rocha (PDT-MA).

Comentários encerrados.