Palocci fez delação contra bancos

O ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci cumpriu a ameaça feita há dez dias, no julgamento de habeas corpus pelo STF, de delatar bancos privados e empresas de mídia.

Por 7 votos a 4, o Supremo negou o habeas corpus a Palocci.

Advogado da entourage do ex-ministro afirmou ao Blog do Esmael que a delação foi realizada junto a procuradores do Ministério Público Federal (MPF).

O ex-ministro teria concedido favores incríveis para clientes de sua empresa de consultoria em troca de generosas propinas.

Palocci está preso pela lava jato há um ano e meio em Curitiba. Ele foi condenado a 12 anos de prisão na primeira instância. Ele teria direito a recorrer em liberdade.

Comentários encerrados.