Moro trava queda de braço com STF, diz especialista

O juiz Sérgio Moro trava uma queda de braço com o Supremo Tribunal Federal. A opinião é de Eloísa Machado de Almeida, especialista em Direitos Humanos e uma das coordenadoras do Supremo em Pauta, em entrevista ao jornal espanhol El País.

“Imagino que muito em breve teremos um novo pronunciamento do Supremo sobre isso”, disse a especialista, que é professora da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Para Eloísa, parte das delações da Odebrecht que citam o ex-presidente Lula nos casos do sítio de Atibaia e do Instituto Lula mostram que Moro desafiam o STF.

Outro evento jurídico que foi o julgamento do ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, que presidiu o PSDB nacional também chamou a atenção da especialista. Para ela, houve um tratamento diferenciado para o tucano em relação ao dispensado ao petista.

Devido ao julgamento não unânime no Tribunal de Justiça de Minas, nesta semana, Azeredo terá direito a um novo julgamento acerca da condenação de 20 anos de prisão pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro no caso conhecido como mensalão tucano. Ou seja, o ex-governador do PSDB não terá ainda de cumprir a pena antecipada.

Comentários encerrados.