Lula ganha status de preso político

O ex-presidente Lula ganhou status de preso político, tal a repercussão do cumprimento antecipado da pena na carceragem da Polícia Federal em Curitiba. O petista ainda teria direito a recursos em liberdade até o trânsito em julgado.

A condição de preso político desmoraliza o judiciário brasileiro perante o mundo, bem como desnuda o golpe de Estado ocorrido há dois ano. Lula livre ameaça a continuidade da retirada de direitos dos trabalhadores, haja vista que ele lidera todas as pesquisas para a Presidência da República.

O status de preso político se forja à medida que lideranças internacionais denunciam a ilegalidade da restrição da liberdade do ex-presidente Lula.

Atos por Lula livre serão realizados nesta quarta (11) no Brasil e outras partes do mundo, mesmo dia em que o STF examinará ações declaratórias de constitucionalidade o inciso LVII, art. 5º, da Constituição Federal que tem a seguinte previsão: “Ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado da sentença penal condenatória.”

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Com muito carinho, respeito e consideração ao meu ídolo LULA, você é um grande HOMEM LULA, fico tao agraciado em ver meus irmãos Brasileiros das regiões mais carente do nosso País ser abençoados pela sua gratidão ao mais humildes, aquele abraço meu ídolo LULA, estou aqui em Quirinópolis Estado de Goiás, rezando pra te ver fazendo todos benefícios ao nosso Brasil, Deus esta acima de tudo meu ídolo, vai da tudo certo, nós te admiramos. nós te honramos, nós te amamos como um grande HOMEM deste País. (Itamar Graciano)

  2. NA VERDADE SE CONSIDERARMOS AS 3 INSTANCIAS, DOS 15 VOTOS QUE LULA OBTEVE CONTRA, 10 FORAM INDICADOS PELO PT.

  3. APENAS 4 DOS 6 MINISTROS DO STF QUE VOTARAM CONTRA LULA FORAM INDICADOS PELO PT.
    QUEM INDICOU MAL?
    SE FOSSE ERRADO ELES TERIAM VOTADOS A FAVOR DE LULA.
    ACEITA QUE DÓI MENOS.

  4. Status forjado pela covardia daqueles que preferiram utilizar um atalho ilegal para mudar a Constituição Brasileira em detrimento de lutarem para, de forma legal, conseguirem seus objetivos.