Por editor

IBGE: Desemprego sobe e atinge 13,7 milhões de trabalhadores

Publicado em 27/04/2018

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta manhã (27) os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) que apontam aumentos na taxa de desemprego no primeiro trimestre de 2018. O número de trabalhadores desocupados atingiu 13,7 milhões, subindo 11,2% em relação ao trimestre anterior.

O percentual de desempregados ficou em  13,1% da população. Já o contingente de brasileiros empregados (90,6 milhões), caiu 1,7% em relação ao trimestre de outubro a dezembro de 2017, quando era de 92,1 milhões. Houve queda tanto nos empregos com carteira assinada (formais) como os sem a formalização.

O nível da ocupação (percentual de pessoas ocupadas na população em idade de trabalhar) foi estimado em 53,6% no trimestre de janeiro a março de 2018, caindo 0,9 ponto percentual frente ao trimestre de outubro a dezembro de 2017 (54,5%).

O nível de desemprego é preocupante e deve forçar uma queda na massa salarial e na renda média dos trabalhadores nos próximos meses. Com isso, também diminui a arrecadação do governo, em particular da Previdência Social.

Os dados mostram que a reforma trabalhista patrocinada pelo ilegítimo Michel Temer (MDB) e propagandeada pelos empresários como uma saída para a recessão, só piorou a situação. A retirada de direitos dos trabalhadores acaba prejudicando a empregabilidade e precarizando as relações de trabalho.

Com informações do IBGE