Dispara a rejeição ao ex-prefeito Doria em São Paulo, segundo Datafolha

| Comente agora

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta segunda-feira (16) aponta um aumento acentuado da rejeição ao ex-prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). O levantamento realizado dias depois da renúncia do ex-prefeito mostra que 47% dos paulistanos consideram sua administração ruim ou péssima. Na pesquisa anterior, feita em novembro, esse índice era de 39%. Dois em cada três moradores rejeitaram a saída do prefeito, após um ano e três meses de mandato, para disputar o governo estadual.

 Mesmo com a rejeição em alta, Doria ainda lidera as intenções de voto para o governo paulista. Ele aparece com 29% das intenções de voto, seguido pelo presidente da Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf (PMDB), que tem 20%. O atual governador, Márcio França (PSB), tem 8%, empatado com o ex-prefeito de São Bernardo do Campo Luiz Marinho (PT), com 7%. Outros 26% declaram voto em branco ou nulo.
O resultado da pesquisa indica uma tendência eleitoral perigosa para João Doria,  que prometeu aos eleitores paulistanos concluir o mandato de prefeito, mas empossado iniciou uma agenda de viagens pelo país, com o objetivo de disputar a presidência da República, abandonando a gestão da prefeitura na capital.

 

 

O Datafolha ouviu 1.954 eleitores em 68 municípios de São Paulo. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número SP 04706/2018.