Depois de fazer Lula preso político, mídia e judiciário querem amordaçar a oposição

O judiciário e a velha mídia golpistas conseguiram fazer de Lula um preso político. Agora, para completarem a obra, querem amordaçar a crescente oposição à violência contra o ex-presidente com o fim de afastá-lo da disputa eleitoral de outubro.

O ministro Gilmar Mendes, do STF, disse acertadamente na quinta (12) que o juiz Sérgio Moro, que mantém Lula preso em Curitiba, comete “tortura” contra velhos e idosos. Note o caríssimo leitor que o petista tem 73 anos de idade e a grave acusação de “tortura” veio de um ministro do Supremo Tribunal Federal.

Mas a falta de pudor de setores do judiciário e da mídia não tem fim. Depois manter Lula como preso político, em Curitiba, agora querem proibir manifestação de seus partidários que denunciam o abuso ao mundo. Vide a multa diária de R$ 500 mil contra o acampamento Lula Livre nos arredores da Polícia Federal, na capital paranaense.

Esses golpistas perderam a noção. O fundamentalismo os cegou.

Comentários encerrados.