Por Esmael Morais

Villas Bôas: Intervenção não é a solução

Publicado em 22/03/2018

Muito lúcida a entrevista do general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas ao jornalista Roberto D’Ávilla, da Globonews, na noite desta quarta (21). O militar disse que a intervenção militar no Rio de Janeiro deve ser limitada pelo tempo e espaço. Ele também afirmou que não é papel das Forças Armadas substituírem a polícia.

Villas Bôas fez declarações que caberiam perfeitamente a um defensor dos direitos humanos ou a um correligionário da vereadora Marielle Franco (PSOL), executada há oito dias. Para o general do Exército, o déficit social de décadas não pode ser compensado com um fuzil na cabeça de brasileiros.

As Forças Armadas desocuparam esta semana a Vila Kennedy, que, no início da intervenção, foi anunciada como “laboratório” para o país.