Ranking do Idec aponta planos de saúde como um dos maiores vilões dos consumidores

Publicado em 12 março, 2018

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor(Idec) divulgou nesta segunda-feira (12) o ranking anual de atendimentos ao consumidor. No topo do levantamento em 2017, pelo sexto ano consecutivo, ficaram os problemas relacionados aos Planos de Saúde, que isolado representou 23, 4% dos registros; seguido por Produtos, com 17,8%; Serviços Financeiros com 16,7%; e Telecomunicações 15,8%.

.

No ano passado, informa o Idec, foram registrados, ao todo, 6.583 atendimentos. Desses, 2.971 tratavam de dúvidas sobre os processos judiciais, em sua maioria relativos a planos econômicos. Nos outros,  3.792 chamados estão os atendimentos a respeito das dúvidas de consumo, que compõe o ranking anual divulgado pela organização.

O setor de Planos de Saúde responde por mais de 20% dos atendimentos do Idec por conta de negativa de cobertura, reajuste por faixa etária e anual acima do máximo permitido e descredenciamento de prestadores de serviço, que são algumas algumas das maiores queixas registradas pelas consumidores.
Uma novidade do ranking deste ano foi o aumento de atendimentos sobre Água, Energia Elétrica e Gás, que, juntos, foram responsáveis por 7,2% das demandas. Com isso, esses serviços passaram a aparecer no ranking como uma categoria própria, diminuindo o percentual classificado como Outros. Um reflexo da crise econômica que assola os lares de milhões de brasileiros, que não conseguem quitar as contas de insumos básicos e indispensáveis para a manutenção da vida cotidiana.