PT retoma tese de que Sérgio Moro é “agente duplo” a serviço dos EUA

Publicado em 17 março, 2018
Compartilhe agora!

A publicação da exoneração do juiz Sérgio Moro do cargo de professor na Universidade Federal do Paraná (UFPR), divulgada na quinta (15) com exclusividade pelo Blog do Esmael, fez o Partido dos Trabalhadores ressuscitar a tese segunda qual o magistrado da lava jato é “agente duplo” a serviço dos Estados Unidos.

Os petistas creem que Moro deixará o Brasil para morar na terra do Tio Sam tão logo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja preso. É o script que corre no imaginário do PT e dos moradores de Curitiba, quando souberam do pedido de demissão na tradicional UFPR.

Nesta sexta (16), por exemplo, a defesa do ex-presidente apresentou provas mostrando que houve uma cooperação ilícita entre a força-tarefa lava jato e autoridades norte-americanas para perseguir Lula.

Por conta do relacionamento íntimo entre o Departamento de Justiça e os promotores brasileiros, os advogados de Lula querem anular completamente a lava jato. Segundo os defensores, o MPF passou por cima do Ministério da Justiça e das leis nacionais para incriminar adversários políticos do golpe de Estado.

“Que o golpe serviu aos interesses americanos, nunca tivemos dúvidas! Agora comprova-se o que desconfiávamos: a Lava Jato também!”, fez questão de anotar a senadora Gleisi Hoffmann, presidenta nacional do PT.

Para corroborar a tese, o PT publicou um vídeo em que Kenneth Blanco, do Departamento de Justiça dos Estados Unidos fala sobre a “cooperação” com a lava jato:

Compartilhe agora!