Para a Folha, não basta tirar Lula da eleição: é preciso apagar o legado do PT

A Folha traz neste domingo (11) uma reportagem ‘bonitinha’ sobre a transposição no rio São Francisco, no Nordeste brasileiro. Descreve as maravilhas que a água proporciona a mais de um milhão de pessoas do semiárido, mas esconde que a obra inaugurada há um ano saiu do papel graças a obstinação do ex-presidente Lula e do PT que esteve no governo.

De acordo com a Folha, para completar o golpe de Estado não basta tirar Lula da disputa presidencial de outubro. É preciso radicalizar para apagar da memória do povo o legado dos 13 anos do PT no poder.

Na Alemanha nazista, de 1933, foram queimadas em praça pública obras de escritores inconvenientes ao regime. A ideia era apagar os resquícios da luta pela igualdade, fraternidade e liberdade. Assim também fez hoje a Folha ao apagar Lula da história da transposição no velho Chico.

Comentários encerrados.