“Lula preso” é sonho de consumo de presidenciáveis sem votos