Habeas corpus para o ‘gauchão’ Lula

O simples fato de o STF ter pautado o julgamento do habeas corpus de Lula, para esta quinta (22), deixou a direita ensandecida. Ou melhor: desnorteada. Basta ver a quantidade de fake news (notícias falsas) nessas horas que antecedem a sessão na Corte.

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, assumiu pessoalmente a missão de desmentir jornalões et caterva. Pela manhã de hoje, por exemplo, a dirigente carimbou de mentirosa a Folha. Agora à noite fez o mesmo em relação ao grupo RBS, afiado à Globo no Rio Grande do Sul.

A Folha havia dito que Lula reaviava agenda depois de protestos em terras gaúchas e o Zero Hora, da RBS, mentiu dizendo que o ex-presidente iria interromper a caravana por causa do julgamento do habeas corpus. “MAIS UMA MENTIRA! Impressionada como produzem ou reproduzem coisas sem fundamento! Lula continua firme e forte com a caravana, encontrando-se com o povo!”, fuzilou Gleisi pelo Twitter.

Não há nenhum privilégio ao ex-presidente na apreciação do pedido de habeas corpus formulado por sua defesa no início de fevereiro. Pelo contrário. É um direito constitucional, assim como à presunção de inocência.

O Supremo faz justiça (não vingança) ao corrigir a antecipação da pena haja vista, no caso particular, Lula sequer é proprietário do tal tríplex de Guarujá (SP).

O Blog do Esmael vai transmitir ao vivo a sessão do STF nesta quinta.

Comentários encerrados.