Com privatização de Temer, alta na conta de luz pode chegar a 44% em 2018

A privatização do setor energético promovida pelo governo golpista de Temer começa a surtir pesado efeito no bolso do trabalhador, com os sucessivos reajustes nas tarifas de energia para os consumidores industriais e residenciais. O aumento acumulado na conta de luz pode chegar a 44% em 2018.

“Isso de fato nos incomoda também, e acho que a todos, às distribuidoras, aos consumidores, ao regulador, porque o valor da tarifa está assumindo um patamar muito preocupante”, afirmou Romeu Rufino, diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

 No final de janeiro, a Aneel já havia sugerido aumentos de, em média, 15% nas tarifas de distribuidoras do grupo Neoenergia que atendem a Bahia e o Rio Grande do Norte. E o pior é que mais aumentos não estão descartados em outras regiões do País em 2018.

Comentários encerrados.