Sérgio Moro transforma ex-ministro José Dirceu em réu pela terceira vez na lava jato

O juiz Sérgio Moro aceitou a terceira denúncia contra o ex-ministro José Dirceu no âmbito da lava jato. A bronca diz respeito a suposta propina recebida da Engevix e da UTC.

Dirceu já foi condenado pelo magistrado duas vezes por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas chegam a 41 anos de prisão.

Embora tenha transformado Dirceu em réu pela terceira vez, Moro resolveu paralisar a ação penal por um ano.

No começo deste mês, em Ribeirão Preto (SP), Sérgio Moro determinou a prisão de Luiz Eduardo Silva, irmão de Dirceu. A decisão do juiz da lava jato foi considerada “clandestina ao melhor estilo da ditadura militar“.

Comentários encerrados.