O privilégio do auxílio-moradia é verdadeiro, mas o debate é falso

Publicado em 6 fevereiro, 2018
Compartilhe agora!

Concedi entrevista na manhã desta terça-feira (6) para Wellington Calasans e Romulus Maya, do programa Duplo Expresso, n’O Cafezinho. A eles, que estão baseados na Suécia e na Suíça, respectivamente, eu disse que o privilégio do auxílio-moradia é verdadeiro, mas o debate é fake (falso) porque se trata de chantagem da velha mídia para mostrar ao judiciário que manda na relação.

Os privilégios do judiciário existem desde a “República dos Bacharéis”, instalada no golpe militar que derrubou o Império em 1889. Ao lado de militares, os bacharéis de direito comandaram o país até a “Revolução de 1930” comandada por Getúlio Vargas. Portanto, não é novidade alguma o ‘auxílio-disso’ ou ‘auxílio-daquilo’ para a casta da magistratura.

A pauta da velha mídia contra juízes e procuradores é fake, extemporânea, recheada pelo udenismo, qual seja, falso moralismo, porque em fevereiro de 2015 (há três anos) o Blog do Esmael já registrava que até os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE) recebiam o auxílio-moradia de R$ 4,3 mil por mês — mesmo os conselheiros de contas não sendo juízes e possuindo imóveis próprios! Mas os jornalões nunca se interessavam pela causa…

Depois de enquadrar Sérgio Moro, Deltan Dallagnol, Marcelo Bretas, dentre outros expoentes da magistratura, hoje, três anos depois de o Blog do Esmael mostrar a questão, a velha mídia registra que PGR e TCU também pagam o auxílio-moradia de R$ 4,3 mil a quem tem moradia.

O debate é falso, mas o privilégio é verdadeiro. Na semana passada, o Blog do Esmael abriu esta discussão com os leitores.

A informação da farra dos auxílios-moradia choca porque 55% dos advogados paranaenses, segundo pesquisa da seccional da OAB, ganham menos que R$ 4,3 mil recebidos por juízes a título desse auxílio em questão. Também causa espécie esse privilégio quando contrastado com os moradores em situação de rua, sem teto, que dormem debaixo das marquises.

Mas se a pauta é fake e a notícia é velha, por que raios a mídia faz disso um carnaval? Ora, para constranger e acovardar juízes e procuradores. É um recado: “ou vocês prendam e tornem inelegível o ex-presidente Lula ou vocês serão cuspidos como se fossem bagaço de laranja.”

O diabo é que, após o trabalho sujo do judiciário, necessariamente, os membros da magistratura serão cuspidos. É anotar e conferir.

Para assistir ao programa Duplo Expresso:

Compartilhe agora!

Comments are closed.