Governo Beto Richa emporcalhou o Paraná, dizem deputados da oposição sobre pedágios

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) repercutiu nesta segunda (26) a Operação Integração, da lava jato, que prendeu integrantes do governo Beto Richa (PSDB) sob alegação de envolvimento com a máfia do pedágio. Os parlamentares também gravaram um vídeo explicando o teor de dois requerimentos ao Palácio Iguaçu.

“O governo deve explicações para a população”, cobrou o deputado Anibelli Neto (MDB), líder oposicionista.

A Polícia Federal deflagrou na quinta (22) a Operação Integração, que apura o pagamento de propina para agentes públicos em troca da aprovação de aditivos que resultaram no aumento da tarifa de pedágio — em até 400% — nas rodovias paranaenses.

Anibelli Neto também defendeu a imediata suspensão dos reajustes tarifários aplicados pelas concessionárias. “Em nossa atuação na Frente Parlamentar Contra a Prorrogação do Pedágio, sempre questionamos estes aumentos abusivo. É preciso suspender imediatamente os reajustes estratosféricos aplicados pelas pedageiras nas tarifas. Estes aumentos estrangulam a economia paranaense e prejudicam duramente a população”, disse.

Além de Anibelli Neto, assinam os requerimentos os deputados Ademir Bier, Nereu Moura e Requião Filho, do MDB, e Péricles de Melo, Professor Lemos e Tadeu Veneri, PT.

Comentários encerrados.