Golpe reduziu em 23,16% as vendas industriais, aponta Federação das Indústrias

Publicado em 6 fevereiro, 2018
Compartilhe agora!

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) informa nesta terça-feira (6) que as vendas industriais despencaram 23,16% antes, durante e depois do golpe de Estado. O período medido compreende 2014, com redução de 6,40%; o ano de 2015 (8,44%); 2016 (7,40%), e a 2,16% no ano de 2017.

As causas deste declínio são as crises política, econômica e institucional vividas pelo país desde junho de 2013. Tal quadro se agravou no ano seguinte com o não reconhecimento do resultado da eleição presidencial pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG). Essas turbulências derrubaram a presidenta eleita Dilma Rousseff e devastaram as vendas industriais em quase um quarto, como atesta o estudo.

Quatro anos de quedas sucessivas é algo inédito, observa a Fiep. Desde 1986, quando a pesquisa começou a ser feita, nunca houve antes uma sequência tão negativa para o setor.

O Blog do Esmael tem sido recorrente no tema da desindustrialização. Recentemente, repercutiu o sul-coreano Ha-Joon Chang, professor de economia da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, que afirmou o Brasil estar experimentando uma das maiores desindustrializações da história da economia mundial.

E os patos do sistema S o que fazem? Quáquáquá!

Compartilhe agora!

Comments are closed.