Frente Ampla é embrião para disputar a Presidência da República

Cinco partidos de oposição — PT, PDT, PSB, PCdoB e PSOL — anunciaram nesta quarta (7), em Brasília, o surgimento da Frente Ampla em Defesa da Democracia e da Soberania Nacional. Tal organização é o embrião de uma aliança para disputar em outubro a Presidência da República.

Além dos cinco partidos, a Frente Ampla ainda reúne os candidatos à Presidência, democratas de outras legendas, governadores, movimentos sociais e personalidades.

Na semana passada, o Blog do Esmael registrou em primeira mão a movimentação do PT — que passou por uma consulta ao ex-governador Ciro Gomes — pela constituição de uma frente plural e suprapartidária.

“Este é um passo muito importante para construirmos a unidade da centro-esquerda e das forças progressistas no país”, comemorou a presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann.

A iniciativa política de lançar a Frente Ampla, privilegiando a discussão do projeto, coincide com a perspectiva cada vez mais concreta de Lula não disputar a eleição deste ano. Portanto, é desta mesa que deverá sair o virtual substituto do ex-presidente com capacidade de vencer a corrida presidencial de outubro.

Além de Gleisi, participaram da reunião, entre outros, o líder do PDT na câmara, André Figueiredo; o líder do PSB no Senado, João Capiberibe, a presidenta do PCdoB, Luciana Santos, o presidente do PSOL, Juliano Medeiros, e o senador Roberto Requião (MDB-PR).

Com informações da Agência PT

Comentários encerrados.