De olho no Senado, Leprevost fala grosso: “o PSD não vai ficar a reboque de ninguém”

O deputado estadual Ney Leprevost levantou cedo nesta quarta (7) para entrevista numa rádio de Curitiba onde falou grosso: “O PSD do Paraná tem compromisso com uma nova política e não vai ficar a reboque de ninguém”, avisou.

De olho em uma das duas vagas em disputa no Senado, Leprevost não quer nem ouvir falar em abrir mão da majoritária. Para ele, não há como o PSD não ter candidato ao governo do estado. A postulação dele [o Senado] afasta de vez o partido da órbita do governador Beto Richa (PSDB), que também sonha com o Senado.

“Isto já está definido. O Ratinho Junior é pré-candidato a governador e pronto. Ele lidera todas as pesquisas no estado. Estas fórmulas mágicas que alguns estão propondo em conversas na calada da noite são ridículas”, afirmou Ney.

Leprevost é presidente do PSD de Curitiba, um dos vice-presidentes do PSD do Paraná e o político que até hoje conquistou a maior quantidade de votos na história do partido no estado. Obteve quase meio milhão de votos para prefeito na capital.

O pré-candidato ao senado Ney Leprevost lembra ainda que o partido tem outros nomes de peso no Paraná.

“Temos nomes respeitados como o Eduardo Sciarra, o dr. Luiz Chemim Guimarães (ex-procurador geral da justiça), o dr. Jurandir Marcondes Ribas (ex-presidente da Associação Médica do Paraná), o Paulo Rossi (presidente da União Geral dos Trabalhadores), entre outros. Se for necessário, vamos para disputa com chapa própria e completa”, garantiu Ney.

Comentários encerrados.