Bolsonaro sofre baixas no Paraná

| Comente agora

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL-RJ) perdeu dois parlamentares esta semana no Paraná: um federal, Alfredo Kaefer; outro estadual, Adelino Ribeiro. Ambos são da região de Cascavel, Oeste do estado.

Kaefer tem dito que saiu o PSL em virtude do “autoritarismo” de Bolsonaro. O parlamentar deverá ingressar no Podemos, bem como Adelino, para reforçar a candidatura do senador Alvaro Dias ou à Presidência da República ou ao governo do Paraná.

Entretanto, a tropa de choque de Jair Bolsonaro garante que Kaefer não saiu do PSL, mas “foi saído” em razão de calotes que ele deu nas cinco empresas que ele administra.

“A Procuradoria Geral da República denunciou o deputado Alfredo Kaefer por falsidade ideológica e fraude a credores. Ele tomou a iniciativa de sair para não ser saído do PSL”, disse ao Blog do Esmael um integrante do comando da campanha de Bolsonaro, que ainda completou: “O Alvaro não era um candidato ‘limpinho’? Como é que ele aceitou Kaefer, um deputado que tem ficha corrida?”

Deputado da “fake news”

Nas vésperas do julgamento do ex-presidente Lula, no TRF4, o deputado Alfredo Kaefer, que é dono do jornal O Paraná, no município de Cascavel, apostou na “fake news” (notícia falsa) para ganhar 15 minutos de fama. Ele denunciou um suposto plano fajuto do MST para assassinar o petista durante a manifestação do dia 24 de janeiro.