PT poderá usar imagens da Band News para provar que julgamento de Lula foi fraude

Eram 10h18. O julgamento no TRF4 ainda estava nas preliminares. O desembargador João Pedro Gebran Neto, relator da ação penal contra o ex-presidente Lula, ainda não tinha iniciado a leitura do primeiro voto no caso do tríplex. Isto ocorreu somente às 10h35. Ou seja, nenhum dos três votos tinham vindo à tona, mas… Com mais de sete horas de antecedência a Band News divulgava o placar ‘condenação 3 x 0 absolvição’. A votação foi concluída às 17h48.

Como poderia uma emissora de televisão antecipar o resultado do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva? Como soube a Band News que o placar seria 3 x 0 pela condenação do petista? Houve o vazamento do ‘voto corporativo‘ da 8ª Turma do TRF4, como denunciou a presidenta nacional do PT?

Houve muitos protestos nas redes sociais acerca do “ato falho” da Band News que noticiou a condenação de Lula — sem que ela realmente tivesse ocorrido na manhã desta quarta-feira (24).

O ato falho, matéria da psicanálise, poderia ser resumido com o exemplo daquele maridão que troca acidentalmente o nome da esposa pelo da amante.

Pelo sim pelo não, a executiva nacional do PT deverá considerar a utilização das imagens da Band News para provar que o julgamento de Lula foi um teatro, uma fraude, um jogo de cartas marcadas cujo resultado já era sabido com antecedência pela mídia e especuladores que ganharam dinheiro na bolsa de valores com a notícia antecipada da condenação do ex-presidente.

A tese de fraude no julgamento do TRF4 deverá ganhar corpo e, consequentemente, PT e Lula insurgir-se-ão contra a sentença unânime dos três desembargadores.

Comentários encerrados.