Por Esmael Morais

Gomyde veta apoio do PSB a Alvaro Dias

Publicado em 27/01/2018

Da esquerda para a direita: deputado Luiz Claudio Romanelli, Aldo Rebelo, deputado Luciano Ducci, Ricardo Gomyde e Severino Araújo (presidente do PSB do Paraná); evento de lançamento da pré-candidatura de Aldo a presidente da República.

Se depender do ex-deputado paranaense Ricardo Gomyde, o PSB não apoiará “nem a pau” a candidatura do senador Alvaro Dias (Podemos-PR) à Presidência da República. O Estadão diz que Alvaro sonha com a Rede e o PSB em seu palanque.

Egresso do PCdoB, Gomyde disputou o Senado em 2014. Fruto da disputa, da qual saiu vitorioso, Alvaro mostrou-se vingativo após o pleito ao perseguir judicialmente o socialista. O presidenciável pede R$ 100 mil em indenizações por danos morais. A matéria bateu à porta do STJ.

Ricardo Gomyde, candidato à Câmara pelo PSB, é “peixe” do ex-ministro Aldo Rebelo que recentemente, em Curitiba, também foi lançado à disputa pelo Palácio do Planalto.

“O PSB terá candidato próprio, que será o Aldo. Se ele não for, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa representará os socialistas. Não sendo Barbosa nem Aldo, muito provavelmente, o partido seguirá com Geraldo Alckmin. Portanto, Alvaro nem é cogitado pelo PSB”, afirmou ao Blog do Esmael o neossocialista Ricardo Gomyde.

No fim de 2017, Gomyde já vetou o ingresso no PSB do ex-senador Osmar Dias, irmão de Alvaro.