Globo celebra “assalto” ao BNDES

Já foi dito aqui que o afrouxamento da “regra de ouro” fiscal deverá desmontar o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), haja vista que o governo tomaria R$ 130 bilhões da instituição financeira para honrar o pagamento dos juros para os bancos privados. Portanto, a capitalização desses abutres — leia-se Itaú, Bradesco, Santander, etc. — tomaria o dinheiro e o mercado do banco público.

Pois bem, a edição d’O Globo desta terça-feira (16) celebra o fim do financiamento de longo prazo no Brasil e fala em concorrência privada inexistente. Desde o golpe de Estado, em vigor, o BNDES deixou de emprestar a título de fomento R$ 100 bilhões.

A convergência dos juros até então subsidiados do BNDES — e imbatíveis para a concorrência — para taxas de mercado é um dos fatores que está colocando os bancos no jogo, argumenta a reportagem.

O fim da “regra de ouro” com a “PEC do Assalto” — tramada numa dessas noites pelo ministro dos Bancos Henrique Meirelles e o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) — tiraria a capacidade de investimento do BNDES, transferiria seus ativos aos bancos privados a título de pagamento de juros da dívida interna do governo.

Por “regra de ouro” das finanças públicas, prevista no art. 167 da Constituição Federal, entende-se a proibição de o governo emitir dívida em valor superior às despesas de capital (essencialmente investimentos) do exercício. A “PEC do Assalto”, no entanto, que deverá ser apresentada ao Congresso na volta do recesso, livraria Michel Temer de crime de responsabilidade durante e após deixar o cargo.

Com informações do Brasil 247

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O que mais esperar de um governo golpista e terrorista? De temer e Meirelles, dois marionetes dos banqueiros, não pode sair coisa boa. Esses crápulas querem transformar o Brasil numa China, ou seja, pais sem direitos trabalhistas e sem previdência!! É mole?!

  2. Os coxinhas rasgaram a tanga com as supostas pedaladas da Dilma, agora o vampirao quer dar uma “pedalada” 1000 maior e ninguem fala nada? Coxinhas bunda moke, sem moral, são machão de teclado, para ofender os outros em comentarios de blog. Malditos.

  3. Putz Esmael. Materia falando sobre bancos privados com puta anúncio do Santander “abra sua conta”. Que merda e essa? Patrocinio?

  4. É enterro da pequena, média empresa.

  5. Traidores corruptos malditos saiam já do Brasil! Abaixo a rede globo!!

  6. Temer e Meirelles dilapidando uma das âncoras do desenvolvimento nacional, tudo em prol da banca privada.

    A ordem em 2018 é de política de terra arrasada, se possível retornar o Brasil aos tempos de Cabral, o Pedro Álvares.

    O Brasil só não foi vítima da crise mundial econômica financeira de 2008, pois contava com um tripé de ancoras estatais de financiamento de longo prazo à produção e ao comércio, logo geradores de emprego e renda: BB, CEF e BNDES, enquanto os Itaú e Bradescos da vida fechavam suas carteiras de empréstimos, preservando o lucro e vendo o temporal desabar. Parece que o desmonte começa pelo BNDES.

  7. Brasileiros não aceitam estes elementos desgovernando todo Brasil fora já traidores, golpistas e corruptos comprovados com a chefão Michel Temer.