Por Esmael Morais

Enquanto Ratinho Junior descansa, Cida Borghetti “papa” Curitiba

Publicado em 02/01/2018

A vice-governadora Cida Borghetti (PP), que a assumirá o governo do Paraná em abril, atravessou a Praça Nossa Senhora do Salete, no Centro Cívico, nesta terça-feira (2), para entregar ao prefeito em exercício de Curitiba, Eduardo Pimentel (PSDB), um “cheque” de R$ 20 milhões emitido pelo marido dela, o ministro da Saúde Ricardo Barros (PP), para suprir deficiências na área. Enquanto isso, o deputado Ratinho Junior (PSD), também pré-candidato ao Palácio Iguaçu, descansa com a família neste início de 2018.

Um deputado do consórcio PSD-PSC, em contato com o Blog do Esmael deu uma alfinetada em seu líder maior: “Olha só camarada, isso foi hoje na prefeitura quando o ‘Leitão Vesgo’ liberou grana pra Curitiba. Enquanto a Cida está trabalhando o Ratinho está passeando”. O parlamentar confidenciou que já “jogou a toalha” em relação ao correligionário.

Cida e Ratinho disputam a condição de candidatos da máquina do estado à sucessão do governador Beto Richa (PSDB).

A presença do “Leitão Vesgo” — apelido do ministro — na liberação da grana para a capital paranaense e a ausência de Ratinho vai mostrando que este está perdendo fôlego mais rápido que se supunha. Um detalhe que não passou batido no evento de hoje foi a presença do deputado Pastor Takayama (PSC), amigo desde “criancinha” de Cida Borghetti e do marido dela.

No apagar das luzes de 2017, o Blog do Esmael registrou em primeira mão que o “Leitão Vesgo” estava a cooptar a bancada do PSC na Assembleia Legislativa do Paraná. E, com isso, esvaziar-se-ia a pré-candidatura de Ratinho Junior.

É visível o distanciamento político de Beto Richa de seu ex-secretário Ratinho Junior, que, preterido pela vice-governadora, faz movimentos para lançar o ex-jogador de vôlei Giba para o Senado. Tudo para embaraçar o projeto senatorial do governador tucano.