Comitê pró-Lula promete reconquistar Curitiba nesta sexta-feira

Compartilhe agora!

Os senadores Roberto Requião (MDB) e Gleisi Hoffmann (PT) lideram nesta sexta-feira (19), em Curitiba, o lançamento nacional do Comitê Eleição Sem Lula é Fraude. O evento será às 16 horas na sede da Federação dos Metalúrgicos do Paraná (Rua Lamenha Lins, 981, bairro Rebouças).

A iniciativa conta com organização do Comitê Sindical ‘Em Defesa da Democracia e do Direito de Lula Ser Candidato’ formado pelas centrais sindicais CUT, CTB, Força Sindical e Nova Central.

O ato político de lançamento do comitê também servirá de pretexto para organizar as caravanas de trabalhadores rumo a Porto Alegre, no dia 24, para acompanhar o julgamento de Lula pelo TRF-4.

Aos poucos, palmo a palmo, as forças democráticas e progressistas vão recuperando terreno que estava ocupado pelo reacionarismo e o fascismo no Paraná. O início dessa retomada se deu no sábado (13), em Maringá, quando do lançamento do Comitê em meio à ameaça do MBL (Movimento Brasil Livre) invadir o local do encontro. Entretanto, os partidários do juiz Sérgio Moro não conseguiram quórum suficiente para carregar faixas de ódio à democracia.

Ato contínuo, ainda em Maringá, no fim de semana, um padre chamou de “patos idiotas” os poucos manifestantes que pregavam a condenação do ex-presidente Lula e sua exclusão da eleição presidencial deste ano. Um professor de História anotou que “corruptos” foram às ruas maringaenses em apoio ao juiz da lava jato.

Lava jato perdeu força em Curitiba

O apoio à força-tarefa lava jato arrefeceu na capital paranaense nos últimos meses. Apenas alguns poucos automóveis são vistos nas ruas com adesivos em alusão a Sérgio Moro e de ódio ao PT.

Os manifestantes que eram identificados como “coxinhas” evaporaram das ruas de Curitiba há muito tempo. Esse movimento ficou restrito aos marqueteiros que tentam manter um clima de beligerância — que também não existe mais — com o intuito de assegurar o “Mercado do Ódio”.

Compartilhe agora!

Comments are closed.