Abstenções nas urnas por descrença na política vão prejudicar a democracia

O deputado Requião Filho (MDB), ao escrever aos jovens, lamenta que o alto índice de abstenções projetado para as eleições deste ano — por decepção com a política — tende a prejudicar a democracia e a própria sociedade. “Os jovens estão livres de amarras e possuem um sentimento puro de busca por um mundo melhor para todos”, confia.

Voto jovem, voto consciente.

Requião Filho*

2018, o grande ano da virada chegou e, com ele, a especulação do alto índice de abstenções que teremos nas urnas, decorrente da crescente decepção popular com a classe política. É um movimento que prejudica a democracia e a própria população, que tem no momento do seu voto, a força maior para mudar o rumo da história.

É diante das urnas que se decidem quais as políticas públicas que deverão nortear os próximos quatro anos. É nesta hora que escolhemos nossos parlamentares aptos a representarem nossos interesses. E no momento em que se abre mão do voto, se abre mão também de participar com a nossa voz.

Os últimos anos foram especialmente estressantes para os brasileiros, foram tempos difíceis de escândalos e decepções. Mas não pode ser este movimento despolitizado, de criação irresponsável de ódio à classe política, o responsável por enterrar o desejo de todos por um país mais justo e solidário.

No meio de toda esta turbulência, os jovens, aqueles que agora iniciam sua caminhada eleitoral, desencorajados por discursos oportunistas, podem e devem assumir seu papel de cidadãos e serem os grandes responsáveis por uma guinada política.

Os jovens estão livres de amarras e possuem um sentimento puro de busca por um mundo melhor para todos. Em suas mãos encontra-se a esperança de que no momento do voto o farão de forma consciente.

Conhecer o momento político, pesquisar os candidatos e se identificar com os projetos são ações de suma importância para uma escolha certa e eficaz.

A estes jovens, com coragem para serem os senhores dos seus destinos, dedico a minha coluna de hoje.

*Requião Filho, advogado, é deputado estadual pelo PMDB do Paraná.

Comentários encerrados.