À Veja, Kassab descarta Ratinho Junior para o governo do Paraná

O ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, descarta vitória do PSD para o governo do Paraná — apesar de o deputado Ratinho Junior colocar-se como candidato. Segundo o jornalista Maurício Lima, da coluna Radar, na Veja, Kassab aposta na conquista de quatro governos estaduais: Bahia, Amazonas, Rio Grande do Norte e Santa Catarina.

Abaixo, leia a íntegra da coluna na Veja:

A meta de Kassab: PSD governar quatro estados

Apesar das implicações na Lava-Jato, o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, tem dito a interlocutores que o PSD terá crescimento expressivo nas eleições.

Segundo Kassab, o partido pode conquistar quatro governos estaduais: Bahia, Amazonas, Rio Grande do Norte e Santa Catarina.

Kassab também acredita na eleição de seis senadores, totalizando uma bancada de 65 parlamentares.

O ministro Kassab sabe que a definição da candidatura do senador Roberto Requião (MDB) elimina a possibilidade de êxito do PSD no Paraná, haja vista que o ex-governador empolga o PV e o PRB — que pode emplacar o empresário Edson Campagnolo, presidente da Fiep, como vice.

O dirigente do PSD também tem informações de que o PSC pulou fora do consórcio de Ratinho Junior, qual seja, flerta com a candidatura da vice-governadora Cida Borghetti (PP), mulher do ministro da Saúde Ricardo Barros (PP).

Sem alianças e sem estrutura de governo para fazer campanha capilarizada ao Palácio Iguaçu, depreende-se, Ratinho Junior poderá concorrer ao Senado, conforme revelou em primeira mão ao Blog do Esmael o diretor-presidente da Paraná Pesquisas Murilo Hidalgo.

No mundo da política, especula-se ainda que o PSD poderá indicar o vice de Cida Borghetti cujos cotados são o ex-jogador de vôlei Giba e deputado estadual Luiz Carlos Martins. É aguardar e conferir.

Nota: o colunista da Radar modificou a lista de Kassab, às 13h44, depois de protestos de Ratinho.

Comentários encerrados.