Veja apela aos mortos contra Lula

Sem candidato e sem provas, a Veja agora apela aos mortos contra a candidatura de Lula em 2018.

O desespero da publicação Abril é tal que “ressuscitou” o ex-presidente líbio Muamar Kadafi, morto em 2011 com a ajuda dos EUA, que teria enviado secretamente ao Brasil 1 milhão de dólares para financiar a campanha eleitoral do petista em 2002.

O objetivo da Veja é promover a cassação do registro do PT sob o argumento de que houve financiamento internacional para a campanha de Lula em 2002.

A narrativa é do ex-ministro Antonio Palocci, preso há um ano em Curitiba.

É a baixaria combinada com dois desesperados: a Veja, que quer o poder, e Palocci que quer deixar ver o sol nascer quadrado.

Por seu turno, Lula tem repetido que vai regular a mídia, revogar as doações do petróleo e botar rédeas curtas nos bancos. Eis o que realmente está em disputa, caríssimo leitor.

Portanto, diferente do que anunciou Veja na capa, não se trata de uma “bomba” de Palocci a inverossímil história. Trata-se de um “peido de véia”, aqueles traques de festa junina. Traduzindo: fake news, fake news, fake news…

Comentários encerrados.