Por Esmael Morais

Temer receberá centrais sindicais às 15h para discutir reforma da previdência

Publicado em 05/12/2017

O discurso de Meirelles é repetido como se fosse um mantra neoliberal: ‘o fim das aposentadorias salvará a economia e gerará empregos’. Nada mais falso, haja vista que a reforma da previdência interessa apenas aos bancos que ele [ministro] representa no governo.

O presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM) disse ontem que o governo espera votar a reforma da previdência ainda este ano. “Fizemos uma reunião com os partidos da base e saímos da reunião com expectativa muito grande de conseguir reunir os votos destes partidos que somam mais de 320 votos”, cantou.

O governo Temer quer que o trabalhador contribua 40 anos a fim de obter o direito à aposentadoria integral, mas dá isenções fiscais de R$ 1 trilhão às petrolíferas que exploram as jazidas de óleo e gás no país. Uma das beneficiadas dessa patifaria é a Shell.