PMDB pressiona Requião para disputar o governo do Paraná

A espetacular guinada do ex-senador Osmar Dias (PDT), a estibordo, nesta semana, levou o PMDB do Paraná a pressionar o senador Roberto Requião para que dispute o governo do Paraná nas eleições 2018.

Até então, havia duas alas na seção paranaense que se “digladiavam” acerca dos rumos que deviam tomar no ano que vem. A saber: 1- candidatura de Requião ao governo do estado e 2- candidatura de Requião ao Senado.

Com a titubeada de Osmar, que, após fechar acordo programático com Requião, correu para tirar foto com a tropa de Beto Richa (PSDB).

“Após o retrato de Osmar com os governistas, até os ‘cueca de seda’ no PMDB se sentiram traídos e, por isso, se uniram em torno da candidatura de Requião ao governo do Paraná”, relatou um “general” peemedebista.

Os ‘cueca de seda’ do PMDB, no caso, seriam aqueles parlamentares e dirigentes que advogavam a tese segundo qual Requião deveria concorrer à reeleição no Senado, mas, depois do cavalo de pau dado por Osmar, agora eles também defendem a disputa pelo Palácio Iguaçu.

Em tempo: o diretório do PMDB fez uma pesquisa para saber o tamanho da rejeição a Requião e o tamanho da rejeição dos adversários implicados ou enrolados na Operação Quadro Negro, na lista da Odebrecht e noutras falcatruas que ainda estão sendo investigadas pelo Ministério Público; Requião se animou com os números.

Em tempo 2: Com o cavalo de pau, Osmar conseguiu se isolar do PMDB e dos demais operadores políticos no Paraná.

Comentários encerrados.