Lula diz que prefere ser ‘candidato do povo’ a ser candidato da imprensa; assista

A retomada da caravana Lula Pelo Brasil, nesta segunda-feira (4), a partir do Espírito Santo, levou uma multidão a ouvir o ex-presidente na cidade de Vitória. Reafirmando que disputará 2018, Lula diz que prefere ser ‘candidato do povo’ a ser da imprensa.

“Eu não ligo de não ser o candidato do mercado. Não ligo de não ser o candidato da imprensa. Prefiro ser do povo brasileiro”, discursou o petista.

Lula também “lamentou” que a imprensa ainda não tenha encontrado o candidato ideal para enfrentá-lo na disputa presidencial de 2018. “Eles tentaram lançar até ator da Globo. É uma pena que não tenham encontrado ainda. Não tem nada que eu gostaria mais do que enfrentar alguém com o logotipo da Globo na testa. O logotipo da Veja, da Época, da Istoé”, declarou.

Para 2018, Lula afirmou que deseja “voltar a ser o Lulinha Paz e Amor”. “Não adianta o mercado ficar fazendo terrorismo. Primeiro porque não vou pedir voto pro mercado. Eles precisam muito mais de mim do que eu deles”, ponderou, ao lembrar o sucesso econômico de seus dois mandatos. “O mercado sabe que, quando eu assumi, esse país devia mais de 20 bilhões ao FMI. Hoje tem reservas de mais de 250 bilhões”, pontuou.

O ex-presidente também voltou a criticar a política econômica do governo Temer e destacou que o país precisa recuperar sua soberania perante ao mundo.

Assista ao vídeo:

Comentários encerrados.