Gleisi Hoffmann: O combate à corrupção que combateu a Petrobras

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann, não tem dúvidas de que o combate à corrupção mais combateu a Petrobras do que a própria corrupção. Ela recorda que a lava jato, do juiz Sérgio Moro, soltou rojões para comemorar a devolução de R$ 654 milhões à estatal petrolífera, mas, escreve, “os prejuízos causados pela Lava Jato à mesma estatal, apenas no ano de 2015, por paralisação de obras e serviços, foi de R$ 140 bilhões.”

O combate à corrupção que combateu a Petrobras

Gleisi Hoffmann*

O Ministério Público Federal comemorou esses dias, em cerimônia pública, a devolução de R$ 654 milhões à Petrobras, fruto de acordos de colaboração e de leniência, como os firmados com a Odebrecht e a Andrade Gutierrez, na Operação Lava Jato. Quando sabemos que os prejuízos causados pela Lava Jato à mesma estatal, apenas no ano de 2015, por paralisação de obras e serviços, de acordo com a Consultoria GO Associados, foi de R$ 140 bilhões, essa comemoração do MP fica desmoralizada.

E mais: segundo levantamento da Federação Única dos Petroleiros (FUP), cerca de três milhões de empregos foram destruídos na cadeia do petróleo e gás no Brasil a partir da Lava Jato e da exposição espetaculosa de seus passos. Em empregos diretos, apenas na Petrobras até janeiro de 2017, foram destruídos 197 mil postos de trabalho e outros 50 mil na indústria naval. Que matemática é essa no dito combate à corrupção? Mata-se o paciente para exaltar o remédio?

Só que os prejuízos da Lava Jato não param por aí, atingem a economia do País como um todo. Os danos só tributários passam de bilhões de reais com a MP 795, que, por conta do desmonte da Petrobras e o consequente enfraquecimento do seu papel na exploração do pré-sal, vem desonerar as petroleiras para extrair petróleo e gás natural do pré-sal brasileiro. Em meio a uma crise que serve de justificativa para o governo de Michel Temer retirar direitos trabalhistas do povo e acabar com o direito de se aposentar pelo regime geral da Previdência Social, é insano abrir mão desse recurso. Responda você: a Lava Jato está fazendo bem ao País?

Some-se a isso o fato de os interesses neoliberais aproveitarem-se do momento de enfraquecimento da nossa maior estatal, motor de desenvolvimento e investimento do País, para aprovar no Congresso Nacional a retirada da Petrobras como operadora obrigatória dos campos do Pré Sal. Agora, preparam-se também para mudar o regime de partilha e transformá-lo em concessão simples. Com isso, vamos perder o ganho em barris de petróleo para o Estado brasileiro.

A grandeza dos números que enfrentam as chamadas devoluções feitas pela Lava Jato em nome do combate à corrupção saltam aos olhos. Só entre 2010 e 2014, os investimentos da Petrobras foram de mais de R$ 400 bilhões! E a Lava Jato desmonta e entrega nossa empresa para devolver-lhe, segundo cálculos do juiz Sérgio Moro, o total de R$ 6 bilhões que foram perdidos por corrupção?

Combater a corrupção é essencial, mas utilizá-la para mudar o modelo de desenvolvimento de um país é crime de lesa-pátria! A corrupção só pode ser enfrentada e combatida com ações efetivas.

Os governos do PT, nas gestões de Lula e Dilma, promoveram o maior conjunto de investimentos em políticas de combate à corrupção da história do Brasil. Criaram mecanismos de controle popular sobre os gastos públicos, como o Portal da Transparência, a Lei de Acesso à Informação e as leis anticorrupção, contra a Lavagem de Dinheiro e aquela que regulamenta o conflito de interesses, bem como o cadastro nacional de empresas inidôneas e suspensas.

Também foi nos governos petistas que se deu o fortalecimento de instituições de fiscalização: na época, se criou a Controladoria Geral da União (CGU), se valorizou a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público, se ampliou o Conselho de Controle das Atividades Financeiras (COAF) e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). Tudo isso para proporcionar condições para que operações, como a Lava Jato, acontecessem e pudessem desbaratar esquemas de corrupção. O que não se pode aceitar é que essas operações desbaratem a economia do País e sua soberania!

Combater a corrupção é muito diferente de se praticar “justiça” seletiva, com a finalidade de perseguir adversários políticos e servir a interesses econômicos contrários aos do País.

A pirotecnia midiática e a justiça seletiva praticadas pela Operação Lava Jato têm sido alvos de questionamentos diversos dentro e fora do Brasil. A voracidade inquisidora, que já chegou a motivar verdadeiras euforias coletivas na perseguição ao PT e suas lideranças, hoje é vista com cautela e com desconfiança, à luz dos danos causados à soberania nacional e ao desenvolvimento brasileiro.

*Gleisi Hoffmann é senadora da República e presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores (PT).

22 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Como se combate a corrupção. Dallagnol chegou tarde. Lula aparelhou a PF para isso.
    http://www.muitapazpravoce.blogspot.com.br

  2. moro e a lava jato, sob o surrado pretexto de combater a corrupção, detonaram a Petrobrás. A nossa Petrobrás, que descobriu o Pré Sal em 2007 e em 2016 extraiu 1,5 MILHÃO de barris só do Pré-Sal. Moro e os lavajateiros são criminosos. Não simples criminosos comuns, mas CRIMINOSOS a serviço das multinacionais do petróleo, Shell, Chevron e Cia. Se fosse na China moro e seus asseclas estariam fuzilados no paredão e a famiglia dos traidores teria que pagar a bala gasta com os entreguistas.

    • Como se dizia antigamente……………….., na China o buraco é mais embaixo………………..; lá, como de resto em Países onde a Elite tem um Projeto VERDADEIRAMENTE Nacional………………………, não se transige com a Soberania Pátria……………………!!!!!

  3. Perai, pelo que eu entendi, ela prefere que a corrupção corra solta, do que prender, investigar e devolver a propina que abasteça o PT??? Bem, o que esperar desse verme de pessoa… cadeia, junto com o pai dela Lula. Vagabundo e vagabunda, vão pra cadeia juntos!! PT nunca mais…

    • Entendeu errado. Leia o texto que não é isso que ela afirma. Combate a corrupção é saudável, desde que não quebre o país junto, que é o que aconteceu.

      • o que não é saudável é a corrupção, o combate tem que ser feito independente das consequências.
        E a Petrobras melhorou depois que saiu um pouco da gangue que estava saqueando, mas ainda tem muitos roubando lá e tem que fazer um combate exemplar enquanto não consegue privatizar;

  4. A tal Operacão foi instituída com o propósito de encarcerar o Lula, aniquilar as Esquerdas, deslegitimar a existência da Estatal de Petróleo Brasileiro………………………. e em seguida entregar o Pré Sal ao Grande Capital Sionista Internacional……………………!!!!!!!

  5. Cala boca sua bandida……
    Lula: “Governadores eleitos democraticamente não merecem estar presos só porque roubaram o povo.”

  6. Pois é, minha linda. A gente não vê desmontarem a Siemens, por exemplo, as espanhola CAF, a canadense Bombardier. A gente também não vê um “nexo causal” entre propinas pagas aos políticos Paulistas, e a vinculação de 30 anos dos políticos tucanos que dominam entre estado de São Paulo e prefeitura de São Paulo, intercalando-se entre eles, para corromperem as instituições paulistas. Nenhum Juiz, nenhum membro do MPF e até do MPE do estado vê, enxerga, vislumbra, qualquer governo tucano. Bilhões são distribuídos entre eles (governos, mídia, particulares e chefes das empresas) e ninguém vê nenhum nexo causal de roubalheira? Contudo, ninguém quebrou empresa nenhuma. Já o tal de moro e seus lacaios, não querem saber de nada … é Lula, Lula, PT, Lula … de resto, correm frouxos.

  7. QUANDO SE É INTELECTUALMENTE DESONESTO, SE UTILIZA DO RELATIVISMO DE FATOS. A PARALISAÇÃO DE OBRAS SE DEVE NÃO PELO PROCESSO JURIDICO, MAS SIM PELA CORRUPÇÃO INSTITUCIONALIZADA PELO PT.

    • DESONESTIDADE INTELECTUAL É NÃO VER O ÓBVIO: A UTILIZAÇÃO DO JUDICIÁRIO A SERVIÇO DO CAPITAL FINANCEIRO INTERNACIONAL E GRANDES CORPORAÇÕES MULTINACIONAIS EM TODA A AMÉRICA LATINA.

    • Vemos ao meio desta sujeira em Brasilia e ate ao meio de alguns da justiça o estadista ímpar Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) ser o único limpo e honesto vemos isto por todo povo brasileiro menos por alguns da justiça e da “elite podre” porque será? Quem tiver acusação aponte mas não vale diz que me disse, power-point, nem sonhos. Portanto sem medo de erar Luiz Inácio Lula da Silva (Lula) homem, político ovacionado por todos lugares que vai porque só plantou prosperidade e honestidade em seu caminho desde 1979 nas coisas públicas.

    • É exatamente isso. Essa senhora é desonesta até o último fio de cabelo.

      • Esse é o roteiro dos golpistas e vc deve fazer parte deles. John Miami vá lavar privadas em Miami seu complexado de vira-latas!!!!