Por Esmael Morais

70% dos brasileiros são contrários à privatização de Temer, diz o Datafolha

Publicado em 26/12/2017

O brasileiro é nacionalista, contrário às privatizações, e a maioria (78%) rejeita o capital estrangeiro na Petrobras. É o que diz pesquisa do instituto Datafolha, divulgado nesta terça-feira (26).

O presidente da Frente Nacional em Defesa da Soberania Nacional, senador Roberto Requião (PMDB-PR), comemora o resultado da sondagem. Segundo ele, é resultado de um amplo debate realizado pelo movimento em todo o país.

De acordo com o levantamento publicado hoje pela Folha, 70% dos brasileiros são contrários ao programa de privatizações do privilegiado Michel Temer (ele se aposentou aos 55 anos com salário de R$ 30 mil por mês).

67% veem mais prejuízos que benefícios na venda de companhias brasileiras para grupos estrangeiros.

Entre os que têm renda menor, apenas 13% defendem a privatização. Ou seja, é nesse extrato em que é maior a rejeição da privatização.

O Datafolha informa que até eleitores de políticos favoráveis à privatização, como o PSDB, rejeitam a venda do patrimônio público.

O tema privatização deverá voltar às eleições de 2018, haja vista que a discussão em 2006 foi uma das responsáveis por fulminar a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa com o então presidente Lula (PT).

“Nenhum grupo [de eleitores] que hoje votaria nos potenciais candidatos é majoritariamente favorável à privatizações em geral nem à venda da Petrobras”, diz o Datafolha.

O instituto entrevistou 2.765 pessoas com margem de erro de dois pontos percentuais.