Por Esmael Morais

Tacla Duran depõe na CPI da JBS; veja como foi

Publicado em 30/11/2017

Em agosto desse ano, Tacla Duran acusou o compadre do juiz Sérgio Moro de oferecer “facilidades” junto ao MPF e ao Poder Judiciário, por meio do pagamento de propina.

Hoje, o ex-advogado da Odebrecht promete entregar à CPI as provas das conversas com o compadre de Sérgio Moro, o advogado Carlos Zucolotto, que era sócio em um escritório de advocacia de Rosângela Moro, a esposa do juiz da Lava Jato.