STF recebe ação contra conselheiro do TCE-PR investigado na Operação Quadro Negro

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Herman Benjamin, determinou nesta quarta-feira (8) que a ação penal que investiga o conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná, Durval Amaral, no âmbito da Operação Quadro Negro, “suba” para o STF — Superior Tribunal Federal.

O processo de Amaral será apensado ao do deputado federal licenciado Valdir Rossoni (PSDB), atual chefe da Casa Civil do Paraná.

Herman atendeu à solicitação do Ministério Público Federal, depois de obter o conteúdo da delação premiada do empreiteiro Eduardo Lopes, dono da Valor, cuja homologação se deu no STF pelo ministro Luiz Fux.

O dono da empreiteira que simulava a construção de escolas para desviar recursos da educação, segundo ele abastecia campanhas eleitorais no Paraná. De acordo com a delação, o governador Beto Richa (PSDB) dava o “ok” para os desfalques.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão, no início de junho de 2015, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Educação do Paraná na época.

7 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. justiça brasileira e arma das oligarquias que tem o dinheiro roubado do estado e compra as bixas de todas todos filhos da PUTA!

  2. Esmael a justiça brasileira e a orcrim tem que matar todos e um monte de bosta não e aprimeira denuncia que chega e nada acontece o dinheiro roubado compra a bixas de togas tudo filhos da puta!

  3. Durval saqueou o BANESTADO

  4. Esse Paraná é uma verdadeira fábrica de corruptos.
    Ironicamente, lá tem tem um juizeco que diz combater a corrupção.
    Quá quá quá quá quá

  5. Parabéns Apartidário em fim uma escrita Justa ,mas o bando do camburão e GIGANTE.

  6. O andar de cima ,fara jus ao clam da Justiça ,justiça verrgonha.

  7. Durval Amaral é um corrupto e ladrão.