STF recebe ação contra conselheiro do TCE-PR investigado na Operação Quadro Negro

O ministro do Superior Tribunal de Justiça, Herman Benjamin, determinou nesta quarta-feira (8) que a ação penal que investiga o conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná, Durval Amaral, no âmbito da Operação Quadro Negro, “suba” para o STF — Superior Tribunal Federal.

O processo de Amaral será apensado ao do deputado federal licenciado Valdir Rossoni (PSDB), atual chefe da Casa Civil do Paraná.

Herman atendeu à solicitação do Ministério Público Federal, depois de obter o conteúdo da delação premiada do empreiteiro Eduardo Lopes, dono da Valor, cuja homologação se deu no STF pelo ministro Luiz Fux.

O dono da empreiteira que simulava a construção de escolas para desviar recursos da educação, segundo ele abastecia campanhas eleitorais no Paraná. De acordo com a delação, o governador Beto Richa (PSDB) dava o “ok” para os desfalques.

O Blog do Esmael registrou em primeira mão, no início de junho de 2015, o escândalo e a consequente queda da cúpula da Educação do Paraná na época.

Comentários encerrados.