Motorista do UBER agora tem direito a salário mínimo… em Londres

Enquanto o Brasil semiescraviza motoristas do UBER, em Londres um tribunal trabalhista decidiu nesta sexta-feira (10) que aplicativo de transporte privado deve pagar salário mínimo a seus funcionários. Sim, na capital inglesa, esses trabalhadores tiveram o vínculo empregatício com a empresa norte-americana reconhecido.

No Brasil, o Senado aprovou no dia 31 de outubro, por 46 votos a 10 e uma abstenção, o texto-base do PLC 28/2017, que regulamenta o transporte remunerado privado de passageiros. Como houve modificação no texto, o projeto retornou à Câmara.

Para o senador Roberto Requião (PMDB-PR), um dos mais árduos defensores da regulamentação do transporte privado, “o UBER quebra taxistas e precariza seus próprios motoristas, estabelece monopólio e prejudica usuários se não for regulamentado.”

O parlamentar fez um cálculo, por cima, de quanto o UBER manda para a matriz anualmente. Segundo Requião, trata-se da “bagatela” de E$ 6,75 bilhões s semiescravizando motoristas brasileiros.

“Se 500 mil carros UBER faturam R$150,00 dia e pagam 25%, UBER MANDA PARA FORA DO Brasil R$ 6.750.000.000 por ano. MUDERNIDADE?”, tuitou na semana passada o peemedebista.

A título de comparação, a companhia americana afirma ter 3,5 milhões de clientes somente em Londres. No ano passado, o UBER tentou reverter uma decisão judicial que conferiu aos motoristas do aplicativo direito à hora de trabalho mínima de 7,50 libras (R$ 32) e férias pagas.

Que tal o legislador brasileiro copiar esse bom exemplo de Londres?

10 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. “Enquanto o Brasil semiescraviza motoristas do UBER […]”

    O que ouço é que motoristas UBER querem que o Estado fique longe de suas atividades.

    O argumento é: quanto mais Estado pior fica o serviço.

  2. E o Esmael segue bloqueando…

  3. Até na Terra do historicamente PERVERSO John Bull………………, a aplicacão da MAIS VALIA tem LIMITES……………….!!!!

    Aprendam com isso BOCAIS integrantes e/ou defensores das Elites Nativas………………!!!!!!

  4. Deveríamos copiar mais exemplos de Londres. Lá, o senador Requião não teria supersalário, o Lula e o Aécio estariam presos, o Richa jamais seria governador (se fosse seria preso), a saúde funciona, a educação é muito superior e a dignidade dos cidadãos não se compara.
    Em resumo, a distância entre nós e eles é abissal e, portanto, usar um exemplo isolado descontextualizado da realidade de cada país, não mostra muita coisa.

    • CIDADÃO JOHM QUE SUPER SALARIO ? ACORDA É O SALARIO DE TODOS OS SENADORES E EX GOVERNADORES !

    • Com o pseudônimo – john miami – o que esperar do sujeito!??? Não se enxerga! Vc como outros supostos brasileiros com complexo de vira-latas sempre serão tratados como tal pelo tio sam!! Eta iludido!!! Na cabeça vesga do cara só tem anti-petismo, anti-democracia, anti-amor ao Brasil e assim por diante!!

      • Parcela considerável das Elites Nativas e igualmente extratos das Classes Médias Idiotizadas, aspirantes à ela………………….., comportam-se como reles apátridas, fazendo deste País uma Arena dos seus Lucros Fáceis………………..!!!!!

    • E juiz de primeira instância que divulgasse grampo telefônico ilegal de qualquer cidadão seria afastado da função, julgado e certamente condenado. Aliás, na Inglaterra nenhum juiz é louco (ou bastante autoritário) para mandar pra BBC um grampo ilegal do primeiro-ministro. A república de Curitiba lá nunca seria de Londres!

    • CORREÇÃO: lá o Lula NÃO estaria preso e jamais teria sofrido perseguição político-judiciária.