Deputado João Arruda vota alinhado a Requião, contra doação de R$ 1 tri à Shell

Publicado em 30 novembro, 2017
Compartilhe agora!

O deputado João Arruda (PMDB-PR), que havia se “desgarrado” politicamente do tio, o senador Roberto Requião (PMDB-PR), parece que voltou à casa como um bom sobrinho que é. Arruda votou ontem (29) contra a doação de R$ 1 trilhão às petrolíferas estrangeiras, mormente para a Shell.

Feliz da vida com o voto do sobrinho, contra a isenção fiscal trilionária, Requião gravou um vídeo descendo o sarrafo nos demais deputados federais do Paraná que aprovaram o presentão de Natal para as multinacionais de óleo e gás em desfavor dos brasileiros.

Mais cedo, antes de publicar o vídeo, o senador manifestou que estava “estarrecido” com a Câmara.

“Estou estarrecido, Câmara aprova MP 795 que líquida o conteúdo nacional no petróleo e praticamente elimina impostos pagos por multinacionais. 184 deputados resistiram e 208 se acanalharam. Quinta coluna?”, tuitou o peemedebista.

As isenções de Michel Temer às petrolíferas estrangeiras, que podem ultrapassar R$ 1 trilhão, poderiam perfeitamente capitalizar a Previdência Social. Entretanto, o governo quer que o trabalhador contribua 40 anos a fim de obter o direito à aposentadoria integral.

Veja como votaram os deputados na MP 795:

Votaram a FAVOR da MP (doação às petrolíferas)

Osmar Serraglio (PMDB), Sérgio Souza (PMDB), Dilceu Sperafico (PP), Nelson Meurer (PP), Takayama (PR), Evandro Roman (PSD), Reinhold Stephanes (PSD), Sandro Alex (PSD), Luiz Carlos Hauly (PSDB), Alfredo Kaefer (PSL), Nelson Padovani (PSDB) e Fernando Francischini (SD).

Votaram CONTRA a MP (doação às petrolíferas)

Diego Garcia (PSH), João Arruda (PMDB), Luiz Nishimori (PR), Leopoldo Meyer (PSB), Luciano Ducci (PSB), Edmar Arruda (PSD), Enio Verri (PT), Zeca Dirceu (PT), Leandre (PV), Rubens Bueno (PPS), Aliel Machado (Rede) e Assis do Couto (PDT).

Assista ao vídeo de Requião:

Compartilhe agora!

Comments are closed.