Salvação de Temer custará mais de R$ 20 bilhões aos cofres públicos

Publicado em 24 outubro, 2017
Compartilhe agora!

O custo da salvação de Michel Temer (PMDB) na votação da Câmara, por organização criminosa e obstrução à justiça, custará mais de R$ 20 bilhões.

O Supremo Tribunal Federal pediu autorização para processar, por crime comum, além de Temer, os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).

O cálculo estimado para sepultar a investigação da Procuradoria-Geral da República engloba cargos, emendas parlamentares, perdão de dívidas (Refis), medidas estapafúrdias como trabalho escravo (suspensa hoje pelo STF), dentre outras ainda não tornadas públicas.

O Palácio do Planalto espera alcançar 263 votos pelo arquivamento da denúncia, o mesmo número obtido na primeira denúncia em agosto passado.

Conforme os procedimentos de plenário para análise da denúncia, a autorização só será concedida se receber o apoio de pelo menos 342 deputados, ou 2/3 do total, que terão se manifestar contrários ao relatório de Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) por meio do voto “não”.

O plenário começará debater às 9 horas desta quarta-feira (25) o parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ).

O Blog do Esmael vai transmitir a sessão ao vivo para o Brasil e o mundo.

Compartilhe agora!

Comments are closed.