Richa ensaia recuo do “impostaço” de 256%

Publicado em 5 outubro, 2017
Compartilhe agora!

O governador do Paraná Beto Richa (PSDB) poderá recuar do “impostaço” de 256% sobre o ICMS, conforme prevê o projeto 557/2017, que extingue isenção a alíquotas de micro e pequenas empresas.

O tucano se vê pressionado por empresários e parlamentares da própria base na Assembleia Legislativa do Paraná.

A Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (FACIAP) endereçou uma carta explicando como a medida de Richa prejudica as empresas paranaenses.

De acordo com a FACIAP, foi constatado no projeto do tucano que o empresário que lucra menos será o mais prejudicado, uma vez que a majoração da cobrança do ICMS decresce à medida que aumenta o faturamento da pequena empresa.

O deputado Ney Leprevost (PSD) disse na tribuna da Assembleia ser contrário a qualquer tipo de proposta do governo para gerar novos aumentos de impostos. “Não votarei a favor de aumento nenhum. O povo está saturado, não aguenta mais pagar impostos”.

Beto Richa também está sendo colocado contra a parede pelo empresariado no interior do Paraná. Nesta quarta-feira (4), em Londrina, ele ficou acuado pela pressão que recebeu durante encontro da associação comercial local.

A artilharia contra o “impostaço” do governador tucano foi liderada pelo deputado Requião Filho (PMDB).

Compartilhe agora!

Comments are closed.